O Amor Homossexual • Marcel Proust • 151 Anos

“A adolescência é a única vez que aprendemos alguma coisa.”

  • l’adolescence est le seul temps où l’on ait appris quelque choseA la recherche du temps perdu – Volume 4 – Página 31, Marcel Proust · Gallimard, 1919

Marcel Proust

Valentin Louis Georges Eugène Marcel Proust (Auteuil, 10 de julho de 1871Paris, 18 de novembro de 1922) foi um escritor francês, mais conhecido pela sua obra À la recherche du temps perdu (Em Busca do Tempo Perdido), que foi publicada em sete partes entre 1913 e 1927.

Quando jovem, Proust foi um diletante e um alpinista social cujas aspirações como escritor foram prejudicadas pela sua falta de disciplina.[4]

Sua reputação a partir deste período, como um esnobe e um amador, contribuíram para seus problemas mais tarde com a obtenção de No Caminho de Swann, a primeira parte de seu romance em grande escala, publicado em 1913.

“Os dias talvez sejam iguais para um relógio, mas não para um homem.”

  • Les jours sont peut-être égaux pour une horloge, mais pas pour un homme.Oeuvres completes de Marcel Proust – Volume 10 – Página 113, Marcel Proust – Éditions de la Nouvelle revue française, 1936

“Se sonhar um pouco é perigoso, a solução não é sonhar menos e sim sonhar mais, sonhar o tempo todo”.

  • If a little day-dreaming is dangerous, the cure for it is not to dream less but to dream more, to dream all the time.Within a budding grove – Volume 1 – Página 198, Marcel Proust – Chatto & Windus,1924

A homossexualidade é tema recorrente em sua obra, principalmente em Sodoma e Gomorra e nos volumes subsequentes.

Trabalhou sem repouso à escrita dos seis livros seguintes de Em Busca do Tempo Perdido, até 1922. Faleceu esgotado, acometido por uma bronquite mal cuidada.

“A felicidade é salutar para o corpo, mas só a dor robustece o espírito.”

  • Le bonheur est salutaire pour les corps, mais c’est le chagrin qui développe les forces de l’esprit.La temps retrouve – Volume 15, Página 56, Marcel Proust – Gallimard, 1927

“Só se ama aquilo que não se possui completamente.”

  • – Em busca do tempo perdido – página 2251, Marcel Proust, tradução de Fernando Py – Nova Fronteira, 2016, ISBN 8520941141, 9788520941140, 2472 páginas

FONTES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s